Notícias
24 de julho de 2017

Veículos elétricos pouparão o consumo de 8 milhões de barris de petróleo por dia.

Os veículos elétricos (VEs) vão representar mais da metade das vendas de novos automóveis no mundo até 2040, revela a nova pesquisa da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) divulgada na sexta-feira passada (07).

A previsão é de que os veículos elétricos irão corresponder a 54% de todas as novas vendas de automóveis leves de passeio, representando 33% do segmento até 2040. Além disso, o segmento será responsável pela remoção de 8 milhões de barris de combustíveis fósseis por dia e o aumento de 5% no consumo global de eletricidade no mesmo período.

Os novos dados apresentados pela Bloomberg mostram que os veículos elétricos irão revolucionar o mercado com mais força e rapidez do que o previsto no ano passado. De acordo com a pesquisa, o número de carros deve passar dos 700 mil previstos em 2016 para 3 milhões até 2021. Porém a indústria deve sentir realmente o impacto a partir da segunda metade da década de 2020.

“Vemos um momento de inflexão importante para a indústria automotiva global na segunda metade da década de 2020. Os consumidores irão descobrir que os preços de venda antecipados para VEs são comparáveis ou inferiores aos dos veículos comuns em quase todos os grandes mercados até 2029”, disse Colin McKerracher, principal analista em transportes avançados da BNEF.

Segundo a publicação, a queda significativa do preço da bateria será um fator-chave para impulsionar a indústria. A estimativa é que os carros elétricos representem quase 67% das vendas de carros novos na Europa, 58% nas vendas nos Estados Unidos e 51% na China até 2040.

Para o diretor-executivo da BNEF, Jon Moore,o crescimento na participação do mercado de VEs “ocorrerá em um momento que o sistema de energia também estará passando por uma revolução, para uma geração mais limpa e distribuída. Isso significa que não só os veículos elétricos vão crescer, mas seu perfil de emissões também vai melhorar ao longo do tempo”.

O estudo foi baseado nas análises das prováveis reduções no preço das baterias de íon de lítio e outros componentes de custo em veículos elétricos e veículos com motores de combustão interna, os compromissos das montadoras e o número de carros elétricos que elas pretendem lançar.

O relatório Electric Vehicle Outlook 2017 está disponível na íntegra aqui.

Via Organic News Brasil